Rusmice quer aumentar vendas no mercado brasileiro

Rusmice - Natalia StolyarovaNatalia: não exigência do visto facilita viagem à Rússia

Aproveitar o legado da Copa do Mundo e impulsionar as vendas no Brasil. É com esse objetivo que Natalia Stolyarova visitou o país nos últimos dias. CEO da Rusmice, agência especializada em grupos e incentivos, a empresária já visitou Belo Horizonte e São Paulo para estreitar o relacionamento com clientes nacionais e captar outros. A próxima parada é o Rio de Janeiro.

Em entrevista ao Hotelier News, Natalia conta que esse tipo de iniciativa é vital por outro motivo. “Mais do que visitar clientes e abrir novas portas, a viagem serve também para mudar um pouco a imagem do destino com a clientela atual e em potencial. A Rússia é vista como fria e até mesmo perigosa, mas quem vai se surpreende bastante”, garante.

Segundo a empresária, o país é uma combinação de rica história (imperial e do período soviético) com toques de modernidade. “Moscou é uma metrópole que não para, mas que também tem atrações históricas incríveis. O Museu Hermitage, em São Petersburgo, é imperdível, por exemplo. Outro ponto forte é a gastronomia e, com a desvalorização do rublo, o país está bastante acessível para os brasileiros”, avalia. 

Para Natalia, outro fator aumenta o potencial do Brasil para o turismo russo. “Não há necessidade de visto. Então, posso assegurar que a Rússia é muito mais do que as pessoas normalmente esperam.” Ela destaca que o país tem também atrações naturais impressionantes. “Sochi é um exemplo, mas há muitos outros. O país é gigantesco e pegar a ferrovia Transiberiana para explorá-lo é uma opção excelente”, complementa. 

Rusmice: mercados

Natalia diz que o Brasil é um dos principais mercados emissores na América Latina. “Já operamos há cinco anos no país, que fica atrás apenas do México na região”, conta a CEO da Rusmice. “A seguir vem a Argentina, mas estamos um pouco temerosos com o mercado local em função da crise econômica”, completa.

Já em termos globais, Espanha, México, África do Sul e países asiáticos são os principais mercados da Rusmice. "Antes da crise política com os Estados Unidos intensificar, o mercado americano era nosso principal cliente”, conta. “Normalmente, os pacotes têm uma semana de duração. Por isso, até em função desse curto período, os destinos mais visitados são mesmo Moscou e São Petersburgo”, finaliza.

(*) Crédito da foto: Vinicius Medeiros/Hotelier News

Comentários