Números de 2018 mostram ocupação média de 68% em hotéis de São Paulo

são pauloQuatro tipos de hotéis paulistanos tiveram seus desempenhos analisados

Dados do Observatório do Turismo de São Paulo mostram os indicadores gerais da hotelaria paulistana ao longo de 2018. E, em linhas gerais, a cidade teve uma boa performance frente aos visto em anos anteriores. A taxa média de ocupação nos hotéis da cidade foi de 68,15%. A diária média ficou em R$ 314,17 e o RevPar chegou a R$ 214,50.

O levantamento leva em consideração meios de hospedagem de quatro categorias (econômico, midscale, luxo e superluxo) e também mostra um comparativo com os números gerais de anos anteriores. No confronto com outras temporadas, o resultado médio de ocupação se mostrou o mais elevado desde os 69% de 2011. Já os resultados relacionados à tarifação voltaram a crescer depois de dois anos em queda.

Na análise geral do ano, o relatório confirma o que já indicava e mostra que o segundo semestre apresentou os melhores resultados. De agosto a novembro a ocupação ficou acima dos 70% e o RevPar teve seu pico anual em novembro, atingindo R$ 253,94.

Na observação separada, que leva em conta apenas os números de finais de semana, a diária média da cidade ficou em R$ 277 e a ocupação anual em 62,08%.

Hostels de São Paulo em 2018

O estudo Desempenho dos meios de hospedagem da cidade de São Paulo mostra também alguns dados sobre hostels. E, para esse tipo de empreendimento, a ocupação média anual foi de 55%, o melhor resultado desde 2012. 

A diária média cobrada nos albergues da cidade no ano passado foi de R$ 52,87.

(*) Crédito da foto: Vanessa Bumbers/Unsplash

Comentários