FecomercioSP: perdas do turismo somam R$ 6,76 bilhões em abril

Novos estudos e pesquisas vão dando maior dimensão do impacto do coronavírus na indústria de viagens. Dados divulgados pela FecomercioSP, baseados em números do IBGE, apontam que o setor de turismo sofreu queda de 55,4% no faturamento de abril frente igual período de 2019. Em números absolutos, as perdas no período chegaram a R$ 6,76 bilhões.  

O resultado da pesquisa, conduzida pelo Conselho de Turismo da FecomercioSP, representa a maior retração da série histórica desde 2011. Ao todo, a indústria de viagens faturou R$ 5,43 bilhões, menor valor já registrado. Além disso, das seis atividades pesquisadas, cinco tiveram queda de receita na comparação anual.

FecomercioSP - dados pesquisa abril_info 

Com hotéis e restaurantes fechados Brasil afora e malha aérea limitada, os segmentos de transporte aéreo (-79,2%) e serviços de alojamento e alimentação (-65,6%) apresentaram as maiores baixas, em abril. Segundo a FecomercioSP, somado o prejuízo registrado em março, as perdas do setor já somam R$ 9,5 bilhões, queda de 38,9% no bimestre na comparação anual. Já no acumulado dos quatro primeiros meses do ano, a retração é de 18,3%.

FecomercioSP: retomada

De acordo com Conselho de Turismo da FecomercioSP, não há expectativa de retomada em curto prazo. Somente no último trimestre de 2020 que pode haver um respiro. Contudo, ao lidar com o vírus ainda em circulação e as rendas retraídas pela crise econômica, os consumidores estarão resistentes às viagens, com gastos se concentrando em serviços essenciais. O setor aéreo, por exemplo, já sinalizou que a expectativa para 2021 é de metade da demanda que havia antes da pandemia.

(*) Crédito da foto: Peter Kutuchian/Hotelier News

Comentários