Curitiba registra aumento de 42% em eventos no 1º semestre de 2018

CuritibaMatriz de Curitiba, Rua XV de Novembro

O Curitiba e Região Convention & Visitors Bureau (CCVB) fechou o balanço do primeiro semestre de 2018 e comemora o aumento de eventos conquistados e apoiados pela entidade em relação ao mesmo período do ano passado. Nos primeiros seis meses de 2018, a entidade registrou um crescimento 42% de aumento no número de eventos no calendário e 15% nos apoiados.

Segundo o balanço, a cidade teve 108 dias com eventos no primeiro semestre deste ano,contra 88 em 2017, no mesmo período. O fluxo turístico gerado por congressos, conferências e feiras realizados na cidade trouxe para a capital paranaense mais de R$ 92 milhões de reais. No ano anterior, esse valor não ultrapassou R$ 60 milhões.

 “Os números ainda estão longe do ideal e do potencial da cidade, mas já representam uma recuperação expressiva considerando o longo período de crise que o país atravessa” comenta Adonai Aires de Arruda Filho, presidente da entidade.

 Os bons resultados do CCVB se refletem também no número de novos associados. Nos primeiros seis meses de 2018, onze empresas aderiram ao quadro de mantenedores da instituição. São elas: Andes Tur, Cadence Viagens, Curitiba Paraná Show, CWB Souvenir, Grand Hotel Rayon, Hotel Miller Flat, Identificare - Soluções em Eventos e Identificação, Intercity Curitiba, KWK Agência de Imagens, Marinella Eventos e Shopping Palladium.

 "O crescimento do número de associados é uma resposta positiva ao intenso trabalho do CCVB no sentido de unir o setor e promover o destino Curitiba” afirma Tatiane Fagundes, diretora executiva.

 A expectativa dos dirigentes da entidade é que os números sejam ainda melhores no segundo semestre. "Esperamos fechar 2018 com números maiores do que no ano passado e, para 2019, o cenário deve ser ainda mais positivo” diz Adonai.

O otimismo em relação a 2019 deve-se a uma importante vitória que o setor de turismo de Curitiba alcançou, recentemente. A Câmara Municipal da cidade aprovou, por unanimidade, a alteração da redação do Código Tributário (lei municipal 40/2001) para especificar os eventos que tem direito à redução da alíquota do ISS de 5% para 2% na capital paranaense. A lei aprovada no final de 2017 referia-se a feiras, exposições, shows, congressos e eventos, mas sem detalhar de forma clara as categorias que se enquadram em cada um dos perfis.

Por iniciativa do CCVB, que contratou assistência jurídica especializada, as entidades ligadas ao setor se reuniram e protocolaram na Câmara Municipal de Curitiba proposição para que os termos da lei fossem mais objetivos e contemplassem novas atividades como beneficiárias. Com o pedido acatado, a lei passa a incluir espetáculos teatrais e circenses, programas de auditório, shows (ballet, danças, desfiles, bailes, etc), feiras, exposições, congressos e congêneres, corridas e competições de animais, competições esportivas, produção de eventos, espetáculos, festivais entre outras atividades.

Segundo Adonai,  a inclusão da palavra “congêneres” no trecho que se refere a congressos, por exemplo, já faz uma importante diferença para o setor. “Temos grande demanda de seminários, jornadas e encontros similares que trazem muitos turistas para Curitiba e impactam expressivamente a economia local. Não estender o benefício da redução do ISS a essas atividades seria um erro”, comenta. “A mudança aprovada pela Câmara deixa o texto mais transparente, objetivo, e engloba categorias de eventos que precisam ser cada vez mais incentivadas na cidade”, finaliza o executivo.

(*) Crédito da foto: rafapinha/Pixabay

Comentários