Baía de Todos-os-Santos tem evolução na implementação do Prodetur

Baía de Todos-os-SantosParte dos recursos vai para obras de infraestrutura

A Baía de Todos-os-Santos anunciou novidades no desenvolvimento do Prodetur na região. Segundo Márcio Franco, diretor de Qualificação e Segmentos Turísticos da Setur-BA (Secretaria Estadual do Turismo da Bahia), a expansão deve abranger 18 municípios com população estimada em 3,5 milhões de pessoas.

Também coordenador do Prodetur (Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo), o executivo citou que estudos realizados ajudaram na criação de um roteiro das atrações mais importantes. Dessa forma, estes locais serão contemplados com aporte em obras de infraestrutura e gestão de bens e serviços.

“Nosso principal objetivo é geração de empregos formais na Baía de Todos-os-Santos por meio do turismo", diz Franco. O levantamento da demanda e oferta da região foi financiado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Baía de Todos-os-Santos: investimento

O investimento será de aproximadamente US$ 63 milhões em infraestrutura e US$ 21 milhões no fomento e gestão do turismo. São 39 projetos em execução, incluindo a requalificação do Museu do Recôncavo Wanderley Pinho. Este, por sua vez, foi apresentado à comunidade de Caboto, em Candeias (BA), durante audiência pública promovida pela Setur-BA.

Em intervenções náuticas, estão previstas a requalificação da Marina da Penha; dos atracadouros no Sola do Unhão e Museu Wanderley Pinho; terminais turísticos de Botelho (Ilha de Maré) e de Bom Jesus dos Passos, entre outras intervenções.

Na sustentabilidade, está incluso o planejamento estratégico para gestão integrada de resíduos sólidos; ações de educação para reduzir impactos da atividade turística e maneiras de controlar e vigiar os impactos do turismo.

(*) Crédito da foto: Tereza Torres/Setur-BA

Comentários