Anserve vê receita subir 10% em 2018 e projeta alta de 15% ano que vem

AnserveAnserve projeta crescimento de 15% na receita em 2019

Especializada na terceirização de frigobares de hotéis, a Anserve fecha 2018 com um balanço positivo. A empresa encerrou o ano com crescimento de 10% no faturamento, além de acréscimo de 22% no número de unidades e de 20% de apartamentos atendidos. Para 2019, com a expectativa de retomada mais acelerada da economia, a projeção é ainda melhor.

A avaliação é de Adinei Botjuk, proprietário da empresa, que revelou ainda outros números desse ano. “Incorporamos exatos 50 hotéis, com mais de 6.622 apartamentos. Agora, temos atualmente 276 empreendimentos atendidos no portfólio, com 38.619 quartos, em 18 estados brasileiros”, informa.

Botjuk explica que, hoje, apenas 20% do portfólio de clientes são de hotéis independentes. “Ainda assim, em 2018, captamos muitos clientes neste perfil”, diz o empresário. “Em um balanço geral do ano, os resultados ficam um pouco acima do que planejamos. A expectativa de melhora da economia gerou bons negócios”, completa.

Anserve: planos 2019

Na avaliação de Botjuk, a principal meta para o ano que vem é continuar com a constante melhoria na qualidade dos serviços. “O crescimento de 2018 foi resultado desse trabalho, mesmo sem termos feito uma prospecção ativa. Os clientes acabam nos procurando. Por isso, não temos uma meta específica para aumento no número de hotéis atendidos”, explica.

Ainda assim, o executivo revela que a empresa pretende crescer 15% o faturamento em 2019. “Nosso principal objetivo é continuar crescendo com qualidade”, afirma Botjuk. Para chegar lá, entre outras iniciativas a Anserve apostará no segmento de lojas de conveniência de autoatendimento nos hotéis.

“É uma tendência no segmento hoteleiro. Entre as implantações que fizemos este ano, destaque para o Hilton Garden Inn Belo Horizonte”, revela Botjuk. “Entre a oferta de itens que disponibilizamos nas lojas estão lanches e congelados. Com isso, o empreendimento consegue, de certa forma, substituir o serviço de room service 24h, que é oneroso”, finaliza.

(*) Crédito da foto: Peter Kutuchian/Hotelier News

Comentários